Frases


"Todos temos coisas na vida que valem a pena ser contadas, escritas. Mesmo que não para publicar, escreva-as para a família."Ilko Minev



quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Por trás de: Golpe Postal (I)

A primeira postagem oficial do Diálogos Visuais apresenta o mais recente trabalho feito por mim e meu irmão Diego Akel, o curta animado intitulado Golpe Postal. Falarei aqui, ao longo de três postagens, um pouco sobre como surgiu a ideia do projeto, passando pela sua produção, até a sua finalização. Diversas fotos de nosso arquivo ilustram essas etapas, como pode ser visto abaixo:

Golpe Postal - A ideia

Bem, tudo começou com um trabalho de conclusão de disciplina (Desenho de Animação) da faculdade de meu irmão, onde ele sendo monitor, ficou sem equipe, e perguntou ao professor se poderia fazer com o seu irmão.
O foco do trabalho era a criação de um curta animado utilizando objetos simples, com a técnica do stop-motion, que tivesse uma duração de até 1 minuto. Muitos utilizariam brinquedos para produzir seus curtas, mas nós iríamos um pouco além.
Diego me falou os detalhes e eu me animei com o que poderíamos fazer. Eu já havia trabalhado com ele, como roteirista em O Facínora (2006), e colaborado em todos os seus projetos seguintes. Estava mesmo com o intuito de fortificar nossa parceria de produção, e esse trabalho não poderia ter aparecido em melhor momento.
Um pouco antes de surgir esse trabalho da faculdade dele, eu havia começado a me interessar por origami, a arte de dobrar papel, lendo e pesquisando muito a respeito. Estive tão fascinado pela simplicidade com que se podia obter as mais variadas formas através de dobras em um papel quadrado, que imaginei poder levar aquilo a outro nível: animação com origami.

A figura da medalha, uma das primeiras que aprendi a fazer, que mais me impressionava visualmente

Tinha comentado essa ideia com Diego, que achou interessante, mas talvez não começássemos a fazer algo com ela tão cedo, bem nessa coisa de "vamos fazer sim, um dia", e o tal dia não chega nunca. Mas aí veio o prazo do trabalho que havia sido passado, então sugeri logo a ideia de já realizá-lo usando o origami. Diego se entusiasmou com as possibilidades e começamos a discutir as primeiras concepções ainda no final de maio.
Inicialmente, havia a ideia de que o curta mostrasse uma luta de lutadores de sumô feitos de origami:


Detalhe de uma de nossas primeiras ideias para o curta



Essa ideia, porém, foi abortada, pois era bastante complexa para ser produzida. Precisaríamos quase de um equipamento profissional para realizá-la de acordo como imaginávamos, sem falar que tínhamos pouco tempo até a data de entrega do trabalho. Além de que acabaria sendo uma típica animação feita com origami, e nós visávamos um novo conceito, valorizando mais a forma às dobras.
A essa altura, já era certo o modo como o curta seria desenvolvido: com o uso de nossa câmera digital caseira, faríamos fotos dos origami, que seriam recortadas no computador, e então as formas seriam animadas digitalmente, de maneira muito similiar a um stop-motion com objetos reais.
Após mais algumas conversas, e ideias jogadas ao ar, chegamos à melhor que poderíamos ter no momento. Meus pensamentos completavam os de Diego, à medida que estruturávamos o andamento do curta. Era um conceito bem simples: sobre um fundo preto, diversos objetos feitos de origami fariam evoluções pela tela, valorizando o contraste de cores fortes com o preto do fundo. Pensamos ainda em um envelope, como sendo o emissor de tudo. Assim nasceu o conceito para Golpe Postal:



Imagens mostram estudos iniciais de cores e formas


Continua na parte II, basta clicar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário